Tempo


Dono e comandante de tudo que nos cerca, de tudo o que vivemos, guia de nossas decisões sendo desgastante, insuportável ou até mesmo agradável. Fazendo aprender até chegar o momento de recomeçar, de respirar novamente, desde ao se levantar e sair até a rua enxergando o que já foi tudo completamente cinza passando a ter mais cores, sentindo o calor do sol alcançando a pele, a brisa fria e agradável. Caminhar sem nenhum peso a carregar, sorrir sem pensar que aquilo foi falso e forçado, lembrando sempre de pessoas que te fazem bem, sempre de pessoas que colocam um sorriso verdadeiro em você, momentos que realmente valeram a pena, agradecimentos repetitivos pela vontade de ainda ser pouco grato por tanto recebido. Muitas coisas mudam desde que se começa a aprender que tudo pode nunca ser o suficiente e que sim, às vezes todos nossos esforços poderão ser em vão para aquele momento tendo que aceitar e brigar consigo mesmo. Lembrar de derrotas que te destruíram por tempos que pareciam ser ilimitado, um longo caminho de auto culpa que não foi ignorado, servindo de alimento para um amanhã em se sentir gigante e preparado para a chegada de um novo dia de pensamentos que já foram desejados uma unica vez em um passado não muito distante onde hoje se tem novamente o mesmo desejo, como se fosse uma criança aprendendo a andar, passo à  passo chegando ao equilibro perfeito. Onde quedas poderão novamente vir, nisso preparado e levantando sempre, encarando e aceitando algo difícil... Mantenha a calma e continue, pois os dias vão passar, os dias sempre passam. Vivendo e aprendendo, vivendo e reaprendendo, vivendo aceitando e recusando. Rasgando páginas e preenchendo outras com o que te faz olhar pela janela e dois pássaros de peito amarelo brincando contra o vento transmitindo tamanha alegria desconhecida, parando no tempo, sentindo o que te move todos os dias fazendo surgir a necessidade de um abraço forte e quente .
 Depois de muito tempo eu me sinto humano novamente e isso ainda me é estranho. Há algo surgindo, algo real. Sinto o frio desaparecendo, o vazio se preenchendo. Crio mudanças com meus pensamentos e reais vontades. E não desperdiçarei esse fôlego. Se há um medo que leva a pensar que poderá ser mais um tempo perdido, vou viver encarando e acreditando naquilo que começa a nascer novamente como se fosse o meu último.

3 comentários:

***MissUniversoPróprio*** disse...

"Se dizem que é impossível, eu digo é necessário..."

Recomeçar. Por vezes é tão difícil, visto as tantas vezes em que o recomeço serviu apenas para obtermos um novo fim. Mas, ainda assim, é preciso ter esperança, Tenho fé que, um dia, há de valer a pena.

Obrigada pela visita. ;) =**

Marcel disse...

As coisas que leio aqui me lembram algumas bandas do seu Last.fm. Passam uma sensação semelhante.

Ariane Aron disse...

Espero um dia ter essa sensação para eu agarrar com tudo, como se fosse o meu último... :)

Postar um comentário

  ©This story ends where it began...